Praia do Furadouro

Praias

Ovar caracteriza-se por uma riqueza e diversidade ao nível dos recursos naturais e também pela qualidade e pelo valor das paisagens. Com uma localização privilegiada no
litoral centro de Portugal, este concelho oferece um número considerável de praias, a maior parte galardoadas com bandeira azul. Destacam-se as praias de Esmoriz, Cortegaça e Furadouro (foto anexa) como as mais atrativas.

Ria

Ria

A Ria de Aveiro desdobra-se em quatro canais importantes, sendo que um deles corresponde à Ria de Ovar. No passado, este recurso natural constituía a principal fonte de
rendimento das populações através da pesca, da apanha do moliço e o transporte de mercadorias. Atualmente é sobretudo um pólo turístico que permite a prática de desportos náuticos, a pesca desportiva e os passeios de barco.

Centro Histórico

O centro histórico de Ovar agrega importantes elementos do património arquitetónico público do concelho, incluindo como um dos pontos de referência, a Praça da República. Datada do século XVIII é dominada a nascente pelos Paços do Concelho. Importa destacar ainda outros espaços emblemáticos: o Palácio da Justiça, o Mercado Municipal, o Largo Famílias Soares Pinto (no qual se pode observar o Chafariz Neptuno) e o Largo Mouzinho de Albuquerque, caracterizado por uma zona de esplanadas e bares. O centro da cidade inclui também imóveis de referência da arquitetura contemporânea portuguesa, como a Biblioteca Municipal de Ovar e o Centro de Artes de Ovar.  Para complementar a identidade cultural de Ovar, surgiu em 2006, a rede museológica de Ovar, no qual se integram museus e núcleos museológicos, público e privados, nomeadamente: Polo Central da Rede Museológica de Ovar (Arada), Museu Júlio Dinis – Uma casa ovarense (Ovar), Museu de Ovar (Ovar), Núcleo Museológico Ourivesaria Carvalho (Ovar), Casa-museu de Arte Sacra da Ordem Franciscana Secular (Ovar), a Igreja Matriz e Capelas dos Passos (Ovar), Núcleo Museológico do Grupo Folclórico “As Tricanas de Ovar” (S. João de Ovar).

Gastronomia

As tradições gastronómicas em Ovar estão intimamente
relacionadas com duas atividades económicas: a pesca e a agricultura, que permitiram ao longo dos tempos a presença de peixe, carne e importantes produtos hortícolas.
Porém, o Pão de Ló de Ovar assume-se como um ex-líbris da doçaria regional vareira, confecionado à base de ovos, açúcar e um pouco de farinha de trigo. Igualmente um lugar de destaque na gastronomia concelhia as caldeiradas de peixe, as enguias escabeche, as sopas e os ensopados de enguias, assim como os rojões à lavrador, o bife à tanoeiro e a regueifa (doce típico do norte do concelho). Aproveitando as potencialidades gastronómicas da região é promovido o Festival do Pão de Ló de Ovar e algumas Feiras Gastronómicas, como por exemplo, a que se realiza em agosto, no Furadouro.

Capelas e Igrejas

Ovar é marcado sobretudo por edifícios e espólio de caráter religioso, sublinhando um conjunto de capelas e igrejas, no qual a Igreja Matriz de Válega é uma referência fundamental do património arquitetônico da cidade assim como a Igreja Matriz de Ovar, Igreja de Santo Antônio (foto em anexo) e as Capelas dos Passos da Paixão de Cristo, construídas entre 1748 e 1756: Capela e Passo do Pretório;  Capela e Passo da Primeira Queda;  Capela e Passo do Encontro; Capela e Passo do Cireneu; Capela e Passo da Verónica;  Capela e Passo das Filhas de Jerusalém; e Capela e Passo do Calvário. Foram classificadas como imóveis de interesse público em 1949 e passaram a estar incluídas em percursos turísticos diários a partir de abril de 2010. Para além disso, e tendo em conta a diversidade de património religioso existente são várias as festas e comemorações que se desenvolvem neste âmbito, nomeadamente as procissões quaresmais, as festas do mar, o cantar dos reis e as inúmeras romarias, espalhadas pelas diversas freguesias.

Cidade-Museu do Azulejo

Ovar é conhecido como a cidade-museu do azulejo, um aspeto arquitetónico tradicional que caracteriza esta região. A maior parte dos azulejos datam do século XIX e XX e predominam sobretudo nas habitações da zona histórica do município. Para preservar este património edificado, a Câmara Municipal de Ovar criou o Atelier de Conservação e Restauro do Azulejo (ACRA), no ano 2000. Ao longo dos tempos, alguns habitantes da cidade de Ovar optaram por emigrar como consequência das dificuldades económicas sentidas. Como resultado deste processo, atualmente o concelho é muito conhecido pela presença de azulejos. Os emigrantes, regressados do Brasil, decidiram investir as suas poupanças na construção ou remodelação de moradias, utilizando o azulejo na cidade de Ovar (já era utilizado no Brasil para o revestimento de fachadas).

Zona Florestal

Ovar destaca-se igualmente por uma extensa zona florestal, traduzindo-se numa das maiores manchas europeias de Pinus Pinaster. Esta parte do território, para além da sua importância em termos ecológicos, proporciona um conjunto diverso de atividades ao ar livre, como por exemplo, passeios de bicicleta, aproveitando a rede de ciclovias e ecopistas de Ovar (composta por pistas cicláveis e não cicláveis e ainda por trilhos na natureza).
Importa salientar a presença de alguns parques de merendas e do parque do Buçaquinho, um recurso concluído recentemente, composto por vinte e quatro hectares de natureza, inovação e sustentabilidade. É um espaço ambiental, com diversos recursos ao nível da fauna e da flora, dispõe ainda de um conjunto de equipamentos que permitem atividades pedagógicas no
âmbito da educação e interpretação ambiental, das energias renováveis e atividades de lazer ao ar livre.

Carnaval

Ovar é uma cidade cheia de dinamismo e animação.  O Carnaval representa a maior manifestação cultural da cidade, realizando-se todos os anos no mês de fevereiro ou março e atraindo milhares de espectadores. Pode ser também considerado um verdadeiro produto turístico que oferece enormes benefícios económicos para o concelho.

Com uma importância cada vez mais significativa, destaca-se o festival de verão Surf at Night realizado na praia de Cortegaça, capaz de atrair um número considerável de público estrangeiro interessado em aliar o surf à música.

Casinos próximos a Ovar:

Situado a menos de 25 minutos de Ovar, o Casino de Espinho é uma referência no país, considerado um dos principais centros de entretenimento da região norte. No local é possível não apenas participar dos jogos, mas é também palco de grandes eventos nacionais e internacionais. 

Restaurante Oxala

Nossos estudios estão a 6 minutos de um dos restaurantes mais conceitudos de Portugal. O Oxala foi eleito um dos 5 melhores restaurantes de alta gastronomia do país pelos usuários do tripadvisor. Além de uma refinada ementa, o local conta com salas privadas para reuniões com familiares, amigos ou empresários. O restaurante fica em frente a uma marina na Ria, desse modo poderá aproveitar sua refeição com uma encantadora vista.
Nossa dica gastronômica dos pratos tipicas regionais é o restaruante Taberna do Joaquim, próximo a estação de comboio de Ovar.